Precisa de uma calculadora de imposto de renda em ações?

Investir na bolsa de valores pode ser muito lucrativo, mas exige alguns cuidados. Dentre eles a apuração dos impostos. Você conhece calculadora imposto de renda ações? Se não acompanha o nosso artigo e conhece mais sobre os seus benefícios.
Oliver Imhof

Oliver Imhof

Publicado em: 13/01/2022

Ao investir na renda variável, o investidor estará entrando em um mercado muito mais atraente do que a renda fixa, havendo grandes chances de conseguir excelentes resultados.

Porém, junto dos benefícios e riscos da renda variável, há a tributação. Infelizmente poucos brasileiros têm conhecimento aguçado para tratar da apuração dos ganhos e perdas ocorridos em operações na bolsa.

Pensando nisso, as calculadoras de imposto e renda surgiram e vêm ajudando consistentemente os investidores.

Porque assinar uma calculadora?

Existem inúmeras razões para o investidor assinar com uma plataforma que ofereça uma calculadora de imposto de renda, mas a principal razão é a praticidade.

Com a calculadora, dependendo da plataforma, todo o processo é rápido, exigindo o mínimo do investidor.

Um bom exemplo de plataforma é a calculadora do Félix na Bolsa. Com essa calculadora, basta o investidor inserir as notas de corretagem, realizando upload, que o próprio sistema já faz a integração e cálculo do imposto a ser recolhido.

Para conseguir utilizar de forma correta a plataforma, o usuário terá
que fazer duas coisas:

  • Integrar o saldo inicial de suas posições em custódia (caso haja);
  • Lançar no sistema as notas de corretagem.

Ao fazer esses dois procedimentos, as movimentações ocorridas dentro da carteira do investidor, serão capturadas pelo sistema do Félix na Bolsa, por meio das notas de corretagem.

Além disso, ficarão armazenados no sistema os resultados, posição de custódia e um relatório para o investidor utilizar na declaração de ajuste anual do imposto de renda.

Como há diversas funções vinculadas à calculadora, além da praticidade de calcular e apurar o imposto, fazer a assinatura da plataforma se torna importante.

Benefícios da calculadora

O controle sobre suas operações e seus investimentos proporcionados por uma boa calculadora são um dos maiores benefícios.

Normalmente os investidores recorrem a controles alternativos, como a planilha Excel. Para muitos, esse controle é efetivo, mas quando o assunto é apuração de imposto, as coisas podem se tornar mais complexas, exigindo mais atenção e habilidade do investidor junto ao Excel.

Por exemplo, ao inserir os dados de compras e vendas no Excel, o investidor terá que separar as ações, uma de outras além do tipo de operação.

Day Trade e Swing Trade não se conversam dentro do cálculo do imposto de renda. Sem falar dos eventuais prejuízos anteriores.

Os prejuízos podem ser alvo de compensação. Se o investidor quer apurar de forma correta evitando o pagamento a maior de impostos, é importante ficar atento aos prejuízos.

Por mais que a planilha Excel seja bem construída e com dezenas de fórmulas, é difícil preencher os campos necessários de forma totalmente automatizada, como se fosse possível fazer o upload de uma nota de corretagem e tudo se integrarem.

Já com a calculadora de imposto de renda, tudo isso se torna realidade.
Inclusive a guia de imposto, pronta para ser paga, é feita e liberada para o
investidor, na hora.

Não havendo necessidade de recorrer ao sistema Sicalc da Receita Federal
para emitir a própria guia. Tudo, através da calculadora de imposto de renda é
automatizado.

Quais são os investimentos compatíveis com a calculadora?

Uma boa calculadora, como a oferecida pelo Félix na Bolsa consegue trabalhar com os seguintes ativos:

Ao lançar notas de corretagem que tenham esses ativos, os controles serão feitos e os impostos apurados.

Vale destacar que a plataforma consegue diferenciar fundos imobiliários dos demais ativos, uma vez que os FII possuem alíquota de 20% de IR sobre os ganhos.

Outro ponto é a compensação dos prejuízos, coisa que a calculadora também faz. Inclusive, para operações de Day Trade e Swing Trade, a calculadora consegue diferenciar e apurar de forma segregada, sem problemas ao investidor.

Já pensou em fazer tudo isso através do Excel e depois preencher no Sicalc? Não é fácil, as com a calculadora de imposto de renda, fica fácil.

Cuidados com a calculadora

Mesmo com uma calculadora completa e com vários benefícios, o investidor deve tomar alguns cuidados na hora de utilizar.

Como as corretoras vêm se aperfeiçoando cada dia mais, é comum ver algumas instituições alterando o leiaute dos seus relatórios e das suas notas de corretagem.

O fato de uma nota de corretagem não ser lida pela calculadora não quer dizer que a plataforma não funcione.

Muitas plataformas, inclusive, já alertam para esse tipo de situação. Nesses casos, basta o cliente solicitar um chat, ou enviar um e-mail junto da nota de corretagem, solicitando que sejam feitas as alterações na calculadora a fim de suprir o problema de leitura.

Outro cuidado é com relação aos dados iniciais que devem ser inseridos na calculadora. Vamos supor que o investidor já possui uma carteira de investimento e está iniciando a sua utilização na plataforma, como o Félix na Bolsa.

Ao inserir as notas de corretagem sem o “ponta pé inicial”, é provável que os cálculos fiquem errados, uma vez que não há uma posição inicial.

Por isso, é importante inserir as posições iniciais em cada um dos ativos, com as quantidades e os valores respectivos (no caso dos valores, é necessário utilizar os valores de aquisição e não do momento).

Ao tomar esses cuidados, a utilização da calculadora de imposto de renda será efetiva e vai poupar muito tempo do investidor.

Todo o tempo que seria necessário para calcular e segregar as operações, compensar prejuízos e emitir a DARF, são reduzidos ,dando mais agilidade, segurança e praticidade em todo o processo. 


© 2021 Felix na Bolsa