Cinco motivos para usar uma calculadora de IR para Day trade

O Day Trade é uma das formas mais rápidas de fazer dinheiro na bolsa. Para operar com eficiência, além de conhecimento, é preciso ter cuidados tributários. Você sabe como calcular seus impostos? Se não, uma solução é a calculadora IR Day Trade.
Oliver Imhof

Oliver Imhof

Publicado em: 15/01/2022

Por meio de uma boa calculadora de imposto de renda, o investidor terá todo o suporte necessário para cumprir com suas obrigações frente à Receita Federal. Nesse artigo vamos conhecer cinco motivos para usar uma calculadora de IR para o Day Trade.

1º Segurança

A segurança sem dúvidas é um dos maiores motivos dentre aqueles que existem para você ter uma calculadora de IR para Day Trade.

Com uma boa calculadora, o investidor terá segurança para apurar e pagar suas guias de imposto de renda sem dúvidas.

O grande problema de fazer a apuração de imposto sozinho, baseado no controle e na emissão da DARF por meio do Sicalc está no cálculo correto.

O investidor pode cometer diversos erros, como o uso errado dos custos referentes à corretagem ou até a compensação equivocada de operações diferentes.

Já pensou em utilizar prejuízos de uma operação de Day Trade no Swing Trade? Não dá para faze isso, as alíquotas são diferentes e cada operação deve ser controlada de forma segregada. Pensando nisso, o melhor é optar por uma boa calculadora de IR.

2º Praticidade

Aqueles que operam na bolsa frequentemente precisam do mínimo de controle. Esse controle normalmente é feito através de planilhas por meio do software Excel.

Utilizando fórmulas e cálculos, os Traders conseguem se encontrar e fazer o controle. Como as operações e as estratégias demandam tempo, todo o tempo é custoso para o Treder, inclusive aquele utilizado na apuração de impostos.

Mas por meio de uma boa calculadora esse controle pode ser reduzido, uma vez que a própria plataforma vai lhe proporcionar controles inteligentes e úteis.

Como os saldos em carteira, rendimento das últimas operações e eventuais compensações de prejuízos. Tudo isso, normalmente, uma boa calculadora vai lhe proporcionar. Ou seja, a calculadora vai trazer muita mais praticidade em sua vida.

3º Controle

Preencher planilhas não é uma coisa fácil, ainda mais quando existem inúmeras operações ocorrendo dentro de um mês.

Como o Trader pode ter diversas operações ocorrendo ao longo de um mês, o controle pode se tornar um problema, caso algo esteja faltando, ou um diluído ocorra.

Pensando nisso, nada melhor do que ter um suporte na hora de controlar os saldos, rendimentos auferidos, prejuízos e impostos.

Tudo isso pode ser feito por uma boa calculadora. Há calculadoras que conseguem dar um diagnóstico do Trade em poucos cliques.

Para isso, basta o investidor realizar o upload de suas notas de corretagem que a calculadora faz a apuração dos impostos e mostra quais são os resultados conquistados.

Se o controle do investidor está um pouco fragilizado, com a assistência de uma boa calculadora de IR, o controle ficará melhor.

4º Declaração de imposto de renda Pessoa Física

Depois de um ano cheio de guias para pagar e de valores para controlar, o ano seguinte surge com a declaração de ajuste anual do imposto de renda para ser preenchida e entregue.

Dependendo de como é feito o controle do investidor, o preenchimento da declaração pode se tornar mais um grande trabalho.

Porém, existem calculadoras que oferecem a possibilidade do investidor imprimir um relatório apropriado que vem pronto para ajudar no imposto de renda. Esse relatório é similar ao informe de rendimentos que muitas pessoas recebem para lançar seus salários na declaração de ajuste anual.

Ou seja, mais praticidade e ajuda para aqueles que precisam de segurança na hora de declarar o imposto.

5º Baixo Custo

Qualquer pessoa pode apurar e pagar seus impostos sem ajuda de plataformas ou de um contador, por exemplo.

Mas, é preciso ter o mínimo de conhecimento e de disciplina para conseguir manter tudo, além da performance nas operações.

Então surge uma dúvida, será que dá para fazer tudo isso e manter um bom rendimento nas operações de Day Trade? Até dá, mas é difícil, e por um custo bem pequeno, o investidor consegue segurança, praticidade, ajuda na declaração de ajuste anual do IR, além de controle. Sabe como, como uma boa calculadora de IR.

Calculadoras como a do Félix na bolsa, oferecem tudo isso através de um preço baixo. Valor que pode ser facilmente pago com uma fração dos rendimentos de uma boa operação executada pelo Trader.

Considerando ainda que existem corretoras que cobram taxa de corretagem sobre operações de ações e demais ativos, ou seja, o valor de R$ 24,90 ao mês, ou R$ 199,90 ao ano, é muito acessível.

Destacando que a plataforma passa por atualizações frequentes, sempre mantendo o investidor dentro das novas regras e regulamentações do imposto de renda.

Conclusão

Não há dúvidas que existem bons motivos para um Trader assinar uma calculadora de IR para suas operações de Day Trade.

A segurança de contar com uma boa plataforma fazendo sua apuração de imposto, por si só, já vale o custo da calculadora, mas existem ainda outros motivos que vão além da praticidade.

A pessoa física possui obrigações junto ao fisco, como a declaração de ajuste anual do imposto de renda.

Contar com um relatório detalhado, mostrando quais são os valores que deverão ser lançados na declaração de forma simples, é fundamental para agilizar o trabalho e dar exatidão na declaração.

Outro ponto está relacionado ao custo. Com a entrada de mais e mais investidores na bolsa, existem pessoas buscando ajuda junto a escritórios de contabilidade que por vezes vão cobrar honorários mensais para realizar o serviço.

Ou seja, valores que podem chegar a R$ 200,00 mensais, às vezes até mais. Por meio de uma boa plataforma digital, como é o caso do Félix na Bolsa, o custo fica limitado a R$ 24,90 por mês, ou ainda mais barato, R$ 199,90 ao ano.


Este conteúdo faz parte da missão da Felix na Bolsa de facilitar a vida dos investidores. Clique aqui para conhecer a nossa plataforma.

© 2022 Felix na Bolsa